Santa Faustina


Frases de Santa Faustina:

“Ó Jesus, o abismo da Vossa misericórdia derramou-se na minha alma, que é apenas o abismo da miséria. Agradeço-Vos, Jesus, pelas graças e pelos pedacinhos da Cruz que me dais a cada momento da vida”.

“A luz divina pode mais num momento do que o meu tormento de vários dias.”  ( D.1250)

“Sede bendito, ó Deus, por tudo que me enviais. Sem a Vossa vontade nada sucede debaixo do sol.” ( D.1208 )

“O silêncio é uma linguagem tão poderosa que atinge o Trono de Deus vivo. O silêncio é a Sua palavra, embora oculta, mas poderosa e viva.” ( D.888 )

“Vós morrestes, Jesus, mas uma fonte de vida jorrou para as almas e abriu-se um mar de misericórdia para o mundo.” ( D. 1319 )

“Oh! Como é grande a misericórdia de Deus; que toda alma a glorifique.” ( D. 917 )

“Ó Jesus, pelo Vosso Coração tão compassivo, como por um cristal, passaram a nós os raios da Misericórdia de Deus.” ( D. 1553 )

“Com a confiança de uma criança entrego-me hoje a Vós, Senhor Jesus e meu Mestre.” ( D. 228 )

“E, se muitas vezes, tenho o rosto voltado para o chão e as lágrimas correm com abundância, no entanto, ao mesmo momento a minha alma está repleta de uma profunda paz e felicidade… ” ( D. 1394 )

“Maria, Virgem Imaculada, colocai-me sob Vossa especial proteção, cuidai da pureza da minha alma, coração e corpo. Vós sois o modelo e a estrela da minha vida.” ( D. 874)

“Ó Jesus, desejo viver o momento presente, viver como se este dia fosse o último da minha vida.”  ( D.1183 )

“Aceito tudo que me advier, porque sei que tudo isso me é oferecido pela amorosa vontade de deus, que sinceramente deseja a minha felicidade.” ( D. 1549 )

“Ele é o Senhor e não permitirá, nem consentirá, que sejam confundidos aqueles que puseram n’Ele toda a sua confiança.”( D.358 )

“Recoheço que Deus nunca permitirá mais do que possamos suportar.”  ( D.78 )

“Quem sabe perdoar, prepara para si muitas graças da parte de Deus. Todas as vezes que olhar para o crucifixo, perdoarei sinceramente.” ( D.390 )

“Ó Jesus, vejo tanta beleza espalhada à minha volta, pela qual incessantemente Vos rendo graças.”  ( D.1284 )

“Foi à luz dos Vossos raios da Misericórdia que compreendi quanto me amais.” ( D.1487 )

“Com a confiança de uma criança, jogo-me nos Vossos braços, Pai de Misericórdia, para Vos desagravar pela infidelidade de tantas almas que têm medo de confiar em Vós.” ( D.505 )

“O amor é um mistério que transforma tudo o que toca, em coisas belas e agradáveis a Deus.”  ( D.890 )

“Ele é o Senhor e não permitirá, nem consentirá, que sejam confundidos aqueles que puseram n’Ele toda a sua confiança.”   ( D.358 )

“Ó meu Jesus, dai-me a graça de eu ser um instrumento dócil em Vossas Mãos.” ( D. 1401 )

“Que a Vossa graça, que desce sobre mim do Vosso compassivo Coração, me fortaleça para a luta e os sofrimentos, a fim de que Vos permaneça fiel.”  ( D. 1803 )

“Meu Jesus, minha força, minha paz e meu descanso, nos Vossos raios de misericórdia mergulha a minha alma todos os dias.” ( D.697 )

“Bem vindo, meu verdadeiro e único Amigo.” ( D. 1509 )

“O amor de Deus é a flor e a misericórdia o fruto.”  ( D. 949 )

“O que se faz por amor não é pequeno, ó meu Jesus, visto que o Vosso olhar tudo.”   ( D.1310 )

“Ó Jesus, eu me fecho no Vosso Coração Misericordiosíssimo como numa fortaleza inexpugnável conttra os ataques dos inimigos.” ( D.1535 )

“Jesus, Vós me dais a conhecer e compreender em que consiste a grandeza da alma: não em grandes ações, mas em um grande amor.”  ( D.889 )

“Em tudo submeto-me a Deus com confiança inabalável.”  ( D.1400 )

A minha alma é semelhante a uma água transparente na qual vejo tudo, tanto a minha miséria como a grandeza das graças de Deus.”  ( D.1336 )

Santa Faustina Kowalska


A misericórdia divina revelou-se manifestamente na vida desta bem-aventurada, que nasceu no dia 25 de agosto de 1905, em Glogowiec, na Polônia Central. Faustina foi a terceira de dez filhos de um casal pobre. Por isso, após dois anos de estudos, teve de aplicar-se ao trabalho para ajudar a família.

Com dezoito anos, a jovem Faustina disse à sua mãe que desejava ser religiosa, mas os pais disseram-lhe que nem pensasse nisso. A partir disso, deixou-se arrastar para diversões mundanas até que, numa tarde de 1924, teve uma visão de Jesus Cristo flagelado que lhe dizia: “Até quando te aguentarei? Até quando me serás infiel?”

Faustina partiu então para Varsóvia e ingressou no Convento das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia no dia 1 de agosto de 1925. No convento tomou o nome de Maria Faustina, ao qual ela acrescentou “do Santíssimo Sacramento”, tendo em vista seu grande amor a Jesus presente no Sacrário. Trabalhou em diversas casas da congregação. Amante do sacrifício, sempre obediente às suas superioras, trabalhou na cozinha, no quintal, na portaria. Sempre alegre, serena, humilde, submissa à vontade de Deus.

Santa Faustina teve muitas experiências místicas onde Jesus, através de suas aparições, foi recordando à humilde religiosa o grande mistério da Misericórdia Divina. Um dos seus confessores, Padre Sopocko, exigiu de Santa Faustina que ela escrevesse as suas vivências em um diário espiritual. Desta forma, não por vontade própria, mas por exigência de seu confessor, ela deixou a descrição das suas vivências místicas, que ocupa algumas centenas de páginas.

Santa Faustina sofreu muito por causa da tuberculose que a atacou. Os dez últimos anos de sua vida foram particularmente atrozes. No dia 5 de outubro de 1938 sussurrou à irmã enfermeira: “Hoje o Senhor me receberá”. E assim aconteceu.

Beatificada a 18 de abril de 1993 pelo Papa João Paulo II, Santa Faustina, a “Apóstola da Divina Misericórdia”, foi canonizada pelo mesmo Sumo Pontífice no dia 30 de abril de 2000.

Santa Faustina, rogai por nós!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.